Passe o mouse e amplie

Cerâmica VITA VM9 Enamel END/ENL 12g - ID: 6442
Boleto Bancário Pague no boleto com 5% de desconto!
  • 3 Nenhuma opção deste produto está disponível.
  • Detalhes

     
    Para o completo recobrimento de subestruturas de dióxido de zircônio e para a individualização de VITABLOCS e restaurações de VITA PM 9. Disponível nas cores do VITA SYSTEM 3D-MASTER e VITAPAN classical A1 – D4.

     

     

     

    Competência em cor há mais de 80 anos

    Competência em cor representa muito mais do que um simples procedimento de seleção de cor. Competência em cor significa para nós, assumir a responsabilidade de apresentar sempre a melhor solução para o completo processo. Este é o principal questionamento da VITA: como alcançar constantes melhorias na seleção e reprodução de cor? A resposta é a padro-nização, que representa um aumento de eficiência. As exigências hoje em dia consistem em alcançar cada vez melhores resultados com menos esforço. Este objetivo também é o nosso.

     

    Faixa de indicação


    - para o completo recobrimento de subestruturas de dióxido de zircônio na faixa de CET de aprox. 10,5 como
    VITA In-Ceram YZ


    – para a individualização de VITABLOCS


    – para a individualização de restaurações de VITA PM 9 

    Seleção de cor VITA



    A exata seleção da cor base de um dente é um dos fatores mais importantes para a aceitação do trabalho pelo paciente. A cor base encontra-se principalmente na parte central da dentina (desde o terço médio até o terço
    gengival do dente).

    Determinação das características individuais do dente



    Dentes naturais são verdadeiras maravilhas da natureza. Por este motivo, após a seleção da cor base do dente, a análise das características individuais de um dente, por exemplo: regiões translúcidas ou anomalias, é um procedimento muito importante para alcançar uma elevada concordância com a natureza do dente. Recomenda-se para esta análise das características individuais uma fotografia digital.



     Tabela de Queima

     

    A qualidade do resultado de queima das cerâmicas odontológicas depende principalmente da conduta individual de cada usuário durante os ciclos de queima, isto é, do tipo de forno, da localização do sensor de temperatura (Termopar), dos suportes de queima e do tamanho da peça, entre outros fatores.

    Nossas recomendações com relação às temperaturas de queima (apesar de serem transmitidas verbalmente, por escrito ou em demonstração prática) baseiam-se em nossas próprias experiências e testes. Todavia, o usuário deve considerar estas informações apenas como orientações básicas.

    Estes valores somente podem ser avaliados como sendo uma orientação para o usuário. Se a superfície, transparência e o nível de brilho não corresponderem a um resultado de queima perfeito, a seqüência de queima necessitará ser ajustada. O fator mais importante para a seqüência de queima não é a temperatura de queima exibida pelo forno e sim, a aparência e propriedade de superfície da restauração após a queima.